Biomedicina - 2018

Display:

RESUMO

A raiva é uma doença mundialmente conhecida e transmitida por mamíferos e acomete o sistema nervoso central (SNC). Ela é causada pelo vírus da raiva (VRAB) que possui um genoma de RNA de polaridade negativa que sintetizam cinco proteínas para a sua replicação. O vírus tem maior afinidade pelas células neurais causando mudança de comportamento, convulsões, paralisia e em alguns casos levando ao óbito. Houve uma severa diminuição nos casos de raiva, tanto em humanos quanto em animais, porém para morcegos não hematófagos os casos ainda são muitos. As regiões mais acometidas são Nordeste, Sudeste, Sul e Centro Oeste. O diagnóstico é dado através da análise de sinais e sintomas e do SNC, que precisar ser levado em condições adequadas ao laboratório para ser analisado. Sua cura não é possível, porém com uma prevenção bem-feita os casos podem diminuir severamente até haver a erradicação da doença. Nossas células produzem dois tipos de pequenos RNAs: os RNAs que são traduzidos em proteínas e o RNAs não codificantes (ncRNAs), no qual não são transcritos em proteínas.Dentro deste há os RNAs interferentes curto (siRNAs) e microRNAs (miRNAs). Nesta revisão de literatura falaremos de possíveis microRNAs, que fazem parte do grupo de ncRNAs, que estão envolvidos na infecção do vírus da raiva (VRAB). Nossas pesquisas revelam que os microRNAs podem atuar de varias formas durante a infecção pela doença da raiva e/ou vírus que estão relacionados ao VRAB e serem expressos por células hospedeiras, resposta imunológica, criados artificialmente e ate mesmo originadas por vírus de RNAs citoplasmáticos.

RESUMO

O câncer do colo do útero (CCU) é o segundo mais incidente na população feminina brasileira. Em 2005, o MS lançou a Política Nacional de Atenção Oncológica que estabeleceu o controle CCU e Mama como fundamental nos planos estaduais e municipais de saúde. Como parte do programa deve-se dar atenção especial à execução do teste de Papanicolaou e ao seguimento das mulheres que apresentam atipias celulares. No Brasil, o número de laboratórios que atendem ao SUS é muito grande, pulverizando o serviço e comprometendo o controle sobre a quantidade e qualidade dos testes executados. Neste contexto, realizou-se um estudo propositivo para implantação de um laboratório de citologia oncótica compatível com uma produção de 15.000 exames/ano, baseado em revisão literária sobre artigos científicos e legislações que referenciam a estruturação de serviços de saúde e as boas práticas nele aplicadas. Dentre elas destacam-se a RDC ANVISA nº 50/2001, a RDC ANVISA nº 302/2013, a Portaria GM/MS nº 3.388/2013 e as demais recomendações dos conselhos de classes. Foram observados importantes requisitos de boas práticas para as etapas pré-analíticas, analíticas e pós-analíticas do teste Papanicolaou; discutiu-se sobre a estruturação do serviço pautado no layout proposto em planta arquitetônica simplificada para uma área de aproximadamente 77m². Verificou-se que os documentos consultados na pesquisa direcionam para a implantação de serviço de Anatomia Patológica e Citopatologia, entretanto para o profissional biomédico ou farmacêutico nem sempre há o interesse pela anatomia patológica por ser esta dependente do profissional médico e requerer mais equipamentos e insumos.

RESUMO

O uso de marcadores moleculares para a identificação humana é uma estratégia relativamente recente aplicada nas atividades forenses no Brasil. A criação de bancos de perfis genéticos é uma tendência mundial. É esperado que o uso de tais dados não somente facilite a investigação de casos criminais, mas também leve à redução da criminalidade. O presente artigo objetiva-se realizar uma análise transdisciplinar sobre o Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG), abordando a funcionalidade do mesmo, apresentando também as técnicas moleculares aplicadas, além de suscitar discussões jurídicas geradas com a implantação do banco de dados nacional. Trata-se de uma revisão bibliográfica exploratória que foi elaborada a partir de uma pesquisa realizada em bases de dados bibliográficos como SciELO, PubMed e JusBrasil. A conscientização da funcionalidade potencial dessa ferramenta poderá despertar o interesse de mais especialistas de ambas as áreas, biológica e jurídica, para que possam aperfeiçoa-la e promovê-la, futuramente, outras aplicabilidades.

RESUMO

A preocupação da população com saúde, bem-estar e a procura por alimentos funcionais vem crescendo com o passar dos anos. Alimentos que sejam saudáveis, possuam qualidade atestada e disponham de atrativos sensoriais possuem uma visibilidade cada vez maior, assim como cresce a exigência por parte dos consumidores desses produtos. Sabendo que a ingestão de alimentos balanceados é a maneira correta de evitar ou mesmo corrigir problemas de saúde, como obesidade, diabetes, desnutrição, cardiopatias, entre outros que têm origem, em grande parte, nos erros alimentares, o objetivo neste estudo foi desenvolver barras de cereais que atendam a esta tendência, utilizando a polpa do Açaí Especial e Sorbet de Açaí com Guaraná que são ingredientes encontrados na alimentação da população da região Norte do país mas que nos últimos anos vem sendo consumido ao redor de todo o mundo. Avaliaram-se os parâmetros físico-químicos e microbiológicos da matéria prima, o açaí, comercializado em supermercados selecionados de maneira aleatória em Belém-Pará e o produto final, a barra de cereais produzida após as análises referentes ao controle de qualidade da polpa. Observou-se que as barras obtiveram resultados satisfatórios quanto as análises realizadas, estando de acordo com os valores preconizados e apresentando valores superiores quando comparadas a barras já comercializadas. Observa-se que o produto atende às especificações sanitárias e nutricionais.

RESUMO

A preocupação da população com saúde, bem-estar e a procura por alimentos funcionais vem crescendo com o passar dos anos. Alimentos que sejam saudáveis, possuam qualidade atestada e disponham de atrativos sensoriais possuem uma visibilidade cada vez maior, assim como cresce a exigência por parte dos consumidores desses produtos. Sabendo que a ingestão de alimentos balanceados é a maneira correta de evitar ou mesmo corrigir problemas de saúde, como obesidade, diabetes, desnutrição, cardiopatias, entre outros que têm origem, em grande parte, nos erros alimentares, o objetivo neste estudo foi desenvolver barras de cereais que atendam a esta tendência, utilizando a polpa do Açaí Especial e Sorbet de Açaí com Guaraná que são ingredientes encontrados na alimentação da população da região Norte do país mas que nos últimos anos vem sendo consumido ao redor de todo o mundo. Avaliaram-se os parâmetros físico-químicos e microbiológicos da matéria prima, o açaí, comercializado em supermercados selecionados de maneira aleatória em Belém-Pará e o produto final, a barra de cereais produzida após as análises referentes ao controle de qualidade da polpa. Observou-se que as barras obtiveram resultados satisfatórios quanto as análises realizadas, estando de acordo com os valores preconizados e apresentando valores superiores quando comparadas a barras já comercializadas. Observa-se que o produto atende às especificações sanitárias e nutricionais.

RESUMO

Lombalgia está associada à diminuição na propriocepção e força muscular, que podem afetar a qualidade da informação sensorial e danificar a relação entre as respostas posturais e informações sensoriais. O tratamento das algias lombares pode ser cirúrgico ou conservador, não bastando assim somente o melhoramento do quadro álgico, como também o objetivo de equilíbrio das articulações envolvidas na região e fortalecimento da musculatura local. Entre os tratamentos conservadores, enfatiza-se a importância da utilização de abordagens fisioterapêuticas, as quais proporcionam flexibilidade e estabilidade do segmento lombar. A acupuntura surge como uma alternativa no tratamento da algia lombar, oferecendo vantagem por ser uma técnica simples, eficaz e sem efeitos colaterais. Portanto, esta pesquisa apresenta como tema central fomentar conhecimento acerca do uso da acupuntura no tratamento da lombalgia, através de um estudo bibliográfico, o qual as fontes usadas foram de artigos e revistas científicas em bibliotecas virtuais com datas de publicações entre 2009 e 2017. Utilizaram-se 24 pesquisas, sendo que, 7 foram utilizadas para enriquecimento de termos e 17 para responder aos objetivos do artigo. Simplificadamente, a redução do quadro álgico das lombalgias acontece na acupuntura, por meio de neuromodulação local e à distância do estímulo doloroso, obtendo-se o efeito analgésico após a aplicação das agulhas. Pode-se concluir que esse estudo trouxe um conhecimento amplo a respeito da acupuntura como forma de tratamento, e será de suma importância para a sociedade, pois o índice de pessoas com tal algia é grande, portanto esse estudo irá influenciar as pessoas a buscarem esta terapia no alívio da dor lombar.

RESUMO

A dengue é uma doença infecciosa endêmica em regiões tropicais e subtropicais no mundo transmitida por um artrópode de espécie Aedes aegypti (Linnaeus 1762), as suas manifestações clínicas compreende desde a dengue clássica, que é a forma mais leve da doença, a dengue hemorrágica e a síndrome do choque da dengue. O vírus dengue (VDEN), da família Flaviviridae, do gênero Flavivírus, é um vírus de cadeia simples de RNA de sentido positivo que codifica três proteínas estruturais, C, prM / M, E, e sete não estruturais, NS1, NS2A, NS2B, NS3, NS4A, NS4B, NS5, que estão presente na clivagem dos quatro sorotipos que representam a diversidade que caracteriza o vírus: VDEN-1, VDEN-2, VDEN-3 e VDEN-4. A glicoproteína NS1 é essencial à replicação do vírus podendo ser detectado no primeiro ao sétimo dia da doença circulante no soro de pacientes, isso torna exame específico para a dengue e um resultado positivo confirmatório do diagnóstico da doença. A modelagem molecular por homologia estrutural permite criar modelos tridimensional baseando-se em comparação com similaridade de sequências primarias de aminoácidos, e dessa forma, ser capaz de obter modelos estruturais predizendo suas variedades conformacionais e compreensões de funcionalidades. O estudo da proteína modelada possibilita planejar o desenho racional de novos fármacos. O objetivo desse trabalho é modelar por homologia comparativa a sequência da proteína NS1 do vírus dengue tipo 4 de sequências brasileiras já conhecidas em in silico depositada no National Center for Biotechnology Information (NCBI) e assim elucidar o melhor modelo estrutura tridimensional da proteína com base na estabilidade e identidade apresentando a validação do modelo desenvolvido com o melhor parâmetro, identificando a importância da modelagem por homologia comparativa.

RESUMO

O HPV é um vírus de distribuição mundial, sendo responsável por cerca de 600.000 casos de câncer do colo do útero, estimasse que 75% a 80% da população adquire um ou, mais tipos de HPV ao longo da sua vida. O presente estudo teve como objetivo analisar a presença de HPV no trato genital feminino e sua interferência no desenvolvimento de neoplasias, através de uma revisão sistemática da literatura. O presente estudo trata-se de uma revisão sistemática retrospectiva de estudos sobre o HPV e o desenvolvimento de neoplasias. Foram utilizados publicações nacionais e internacionais indexadas nas bases de dados o Scientific Electronic Library Online (SCIELO), Literatura Latino-Americana e do Caribe em ciências em saúde (LILACS), biblioteca virtual de saúde (BVS) e US National Library of medicine national institutes of health (PubMed), pulicadas no período de 2009 a 2018, respeitando os critérios de inclusão e exclusão pré estabelecidos, foram selecionados 21 artigos para compor os resultados. No total de 21 artigos, 8 destes destacaram os fatores de risco que contribuem para a aquisição do HPV e 12 relataram a associação do HPV e cofatores com o desenvolvimento do grau de lesões intraepiteliais do trato genital feminino. Foi observado que o intervalo da idade variou de 15 a 55 anos. O tipo de Cofatores mais relatados foram a infecção por Gardnerella sp, Trichomonas vaginalis levando em consideração o tipo do HPV os mais prevalentes foram o 16,18,31. Em relação ao grau de lesão as mais evidentes foram as Células escamosas atípicas de significado indeterminado (ASC-US) e Lesão intraepitelial de baixo grau (LSIL). Portanto a redução na incidência de casos de HPV e câncer de colo do útero é necessário a implementação de políticas de saúde conscientizando e orientando sobre os cuidados periódicos no rastreamento e monitoramento das lesões precursoras causadas pelo vírus através do PCCU.

RESUMO

Os vírus da hepatite B (VHB) e hepatite C (VHC) são causadores das hepatites virais que são infecções caracterizadas pelo tropismo a células hepáticas, causando como consequência, resposta inflamatória. As duas variações virais, podem ocasionar os quadros de hepatite aguda e crônica além de cirrose e hepatocarcinoma, a hepatite B pode tem sua sintomatologia em fases, imunotolerância, imunoclearance, estado de portador inativo e reativação. De uma forma geral a evolução é lenta e progressiva o que dificulta estudos para verificar a real abrangência da doença. Já a hepatite C pode demonstrar desde fadiga até déficit cognitivo, depressão e ansiedade, o processo de infecção é variável e não previsível. Por serem um problema de saúde pública relevante, tanto a hepatite B quanto a C, exigem uma política bem estruturada de saúde pública, principalmente em regiões endêmicas. E informações epidemiológicas atualizadas são fundamentais para o planejamento de ações de prevenção primária. Por isso a necessidade de conhecer os dados epidemiológicos das hepatites B e C, para identificar se os programas de prevenção disponíveis estão obtendo sucesso na regressão destas patologias.

RESUMO

As parasitoses ainda configuram um problema de saúde pública no Brasil e no mundo, especialmente em países pobres e em desenvolvimento. A faixa etária mais afetada é a de crianças de até cinco anos (NEVES et al., 2012). O objetivo desse estudo foi analisar os índices de parasitoses intestinais em um grupo de crianças de uma escola pública em Belém- PA. Trata-se de um estudo prospectivo qualitativo, utilizando 25 amostras de fezes de crianças na faixa etária de 5 a 12 anos, nos meses de setembro à novembro de 2018. Os métodos selecionados para análise foi o de sedimentação espontânea pelo Hoffmann, Pons e Janer e o direto que não requer concentração, para posterior análise em microscopia. Os protozoários encontrados foram Iodamoeba butschlli (12%), Giardia lamblia (4%), Entamoeba coli (4%), Entamoeba histolytica (4%) e Endolimax nana (16%). Entre os helmintos, o Ascaris lumbricoides (8%) foi encontrado em duas amostras, e as amostras com mais positividade foi em crianças do gênero feminino. Há a necessidade do desenvolvimento de ações educativas e programas de controle e prevenção de parasitoses. Assim como a implementação de investimentos em saneamento básico para a melhoria da qualidade de vida da população, bem como, para prevenção e redução do adoecimento por parasitoses, principalmente da que reside na periferia de Belém.

RESUMO

Introdução: Pessoas com Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) podem desenvolver comorbidades secundárias relacionadas diretamente ou indiretamente à doença. Uma das maneiras que existem para tentar prevenir, minimizar ou até mesmo controlar alguns desses problemas de saúde é através de um plano alimentar que se adeque ao perfil clínico-laboratorial de cada indivíduo. Objetivo: Avaliar o estado nutricional e o padrão de ingestão alimentar qualitativo e semiquantitativo de mulheres com LES. Métodos: Trata-se de um estudo experimental do tipo transversal descritivo, qualitativo e quantitativo, aprovado pelo Comitê de Ética (CEP) sob número de parecer 2.686.715. Possui amostra composta por 30 pessoas do sexo feminino, entre 20-45 anos de idade, de diferentes localidades de Belém-Pará, com diagnóstico de LES confirmado. A coleta de dados foi realizada através de questionário; avaliação nutricional e exames laboratoriais. A Análise estatística foi feita com o auxílio dos programas: Statística® 7.0, Excel® 2013 e Microsoft Word®2013. Resultados: Verificou-se que grande parte da amostra desse estudo apresentou edema generalizado, alimentação inadequada, resultados de exames alterados, principalmente VHS, HDL, LDL, hematócrito, colesterol total, ALT, hemoglobina e hemácias, além de apresentarem fatores de risco que contribuem para o desenvolvimento de comorbidades secundárias associadas diretamente ou indiretamente ao LES como cor, tempo de diagnóstico, escolaridade, falta de informação dos médicos a respeito da necessidade de acompanhamento nutricional, efeitos colaterais das medicações, etc. Conclusão: No presente estudo notou-se que uma alimentação adequada é de grande importância para prevenir, minimizar ou até mesmo controlar certos problemas de saúde que podem ser desencadeados após a ativação do LES.

RESUMO

Desde a sua origem, o homem é diretamente dependente da alimentação para a sua sobrevivência e evolução – o que gera um apanhado histórico, tanto de nossa espécie quanto dos nossos hábitos nutricionais. Recentemente, a tendência mundial relacionada a escolha do que comer vem sido preocupante: a opção mais viável deixou de ser a mais saudável e passou a ser aquela que possa oferecer maior rapidez. Claramente, tal ação traz efeitos preocupantes principalmente no que diz respeito aos processos individuais de saúde e doença. Conforme proposto pela nutrigenômica, a alimentação tem importante papel em alterar o comportamento de nosso material genético. Diversas técnicas moleculares são capazes de identificação a danos no DNA, porém uma das reconhecidamente mais robustas e sensíveis – além de ser capaz de performar análises em amostras pequenas – é o teste cometa. Sendo assim, o objetivo do presente projeto de pesquisa é o de reconhecer a eficácia dessa técnica na detecção destes danos, além de relacionar os hábitos alimentares saudáveis ou desbalanceados com a ocorrência em menor ou maior escala de alterações. Para isso, foi conduzida uma revisão bibliográfica sistemática e qualitativa, usando-se de artigos científicos – em português, inglês e espanhol – disponíveis em plataformas acadêmicas, além de livros e dissertações de modo a analisar a relação proposta pelo objetivo do presente projeto de pesquisa. Como resultados, foram analisados em torno de 60 materiais que foram capazes de corroborar a existência de um novo panorama alimentar mundial, além da aplicação viável da técnica do teste cometa para a observação de alterações ao DNA relacionadas a dieta. Deste modo, chega-se à conclusão de que a atenção maior com as individualidades alimentares e genéticas é imprescindível.

RESUMO

As concepções sobre a relação entre saneamento e saúde têm se desenvolvido junto com a humanidade através das civilizações, recebendo conotações distintas de acordo com os conceitos de saúde e bem-estar e com a lógica da organização da sociedade em seu processo histórico de reprodução. Verificou-se o grande déficit da região norte na prestação dos serviços de saneamento, principalmente quanto a água e esgoto, resultando na presença de microrganismos nas águas superficiais, subterrâneas e de consumo em quase todos os estados da região, além de elevados números de internações por doenças infecciosas ou parasitárias. Objetivo: Demonstrar a correlação entre a falta de saneamento básico e a presença de microrganismos em águas e doenças de veiculação hídrica na região norte do Brasil. Métodos: Revisão de literatura, de caráter exploratório, qualitativo e quantitativo, retrospectivo e descritivo nas bases de dados eletrônicos Scielo (Scientific Eletonic Library Online), Google Acadêmico, DATASUS (Departamento de Informática do Sistema único de Saúde), SNIS (Sistema de Informação Nacional Sobre Saneamento), para pesquisas de artigos científicos, livros, revistas, dados e trabalhos acadêmicos que abordassem o tema publicado nos últimos vinte anos (1997-2017). Resultados: Verificou-se o grande déficit da região norte na prestação dos serviços de saneamento, principalmente quanto a água e esgoto, que resulta na presença de microrganismos nas águas superficiais, subterrâneas e de consumo em quase todos os estados da região, além de elevados números de internações por doenças infecciosas ou parasitárias. Conclusões: Com a comparação dos dados utilizados, infere-se que a ausência de saneamento básico nos municípios é fator determinante para a contaminação por microrganismos na água e para ocorrência de doenças infecciosas na região norte do Brasil.

RESUMO

Os microrganismos que representam riscos à saúde são usualmente encontrados em superfícies inanimadas e equipamentos hospitalares. Nas áreas que compõem um hospital, é essencial que se mantenha uma higienização adequada para controlar disseminações de doenças via pacientes entre si e pacientes com profissionais. A partir disso, é notória a falta de limpeza em equipamentos utilizados no setor de radiologia, tais como chassis, que entram em contato direto com pacientes, por vezes, devido ao constante fluxo de procedimentos radiológicos realizados, contribuindo para a redução da limpeza. Por ser um setor que não utiliza materiais perfurocortantes ou que produzem aerossóis, este é negligenciado na forma mais básica de assepsia em comparação a outros setores hospitalares. Desta forma, faz-se necessário a utilização contínua de materiais de limpeza e EPI’s na rotina de trabalho no setor de radiologia para evitar contaminações. O trabalho refere-se a um estudo descritivo sobre a Análise da eficácia no uso do álcool 70% na higienização de chassis radiográficos de um hospital público no interior do estado do Pará, tendo como objetivo identificar possíveis fatores de contaminação dos chassis analisados e analisar a eficácia do álcool 70% na antissepsia na superfície de chassis. As amostras obtidas são provenientes de coletas da superfície de chassis – estes foram divididos em quadrantes e o com auxílio de swab foi feita a coleta de cada um. Conclui-se que houve crescimento bacteriano nos quadrantes analisados nos meios de cultura MacConkey e Agar Sangue, sendo em alguns o crescimento presente tanto antes como depois da realização da antissepsia, portanto observou-se a eficácia do uso do álcool 70%, desse modo mostrando ser um método de antissepsia adequado, mas, havendo a necessidade de complementar a higienização com outros produtos.

RESUMO

O câncer cervico uterino é uma das neoplasias que mais acomete mulheres no Brasil. Este tipo de câncer está relacionado com diversos fatores de risco como o tabagismo, promiscuidade, multiparidade, uso prolongado de contraceptivos por via oral e a presença de infecções sexualmente transmissíveis (IST), sendo a infecção pelo papiloma vírus humano (HPV) a principal desencadeadora desta doença. Na região norte do Brasil é onde se encontras as maiores prevalências desse tipo de neoplasia devido as condições socioeconômicas e demográficas, em relação a outras regiões do país. Para o desenvolvimento desta revisão, foram realizadas pesquisas, considerando o período entre 2007-2017, sendo encontrados 25 artigos em bases de dados eletrônicos, tais como: IBGE, PubMed, Scielo, INCA, Lilacs. A metodologia utilizada revisão literária. Como resultado a partir dos dados obtidos, notou-se a relação entre a situação socioeconômica e a ocorrência desta neoplasia na região norte, levando em consideração a falta de informação sobre os exames de rastreamento, além de outros métodos preventivos na infecção pelo HPV. Medidas preventivas devem ser adotadas, sendo estas: a maior veiculação das campanhas de prevenção de IST‟S com o uso de preservativos, adesão de todos nas campanhas de imunização contra o HPV, rastreamento das lesões precursoras, para a sua regressão, pois a região detém maiores índices de prevalência de câncer de colo uterino, e essas atitudes devem ser fundamentais no controle desta doença.

RESUMO

A acupuntura é uma técnica milenar que compreende um conjunto de procedimentos que permitem estímulos precisos de locais anatômicos definidos, contudo consiste tradicionalmente, na estimulação de pontos de energia específicos no corpo mediante a inserção de agulhas, para promoção, manutenção e recuperação da saúde. O trabalho tem como objetivo avaliar o conhecimento dos pacientes em relação a terapia por acupuntura e a satisfação dos mesmos durante o tratamento. Trata-se de um estudo observacional analítico transversal, o público deste estudo foram pacientes submetidos à terapia por Acupuntura do ambulatório de uma faculdade particular em Belém. Neste estudo foi utilizado um questionário elaborado pelos pesquisadores, e estruturado com perguntas de fácil compreensão para os participantes. Os dados foram analisados com a ajuda do programa computacional Microsoft Excel 2013. Participaram deste estudo, uma quantidade amostral de 50 participantes dos quais foram submetidos ao tratamento por acupuntura. Com base nas respostas analisadas dos questionários, 58% dos participantes afirmaram ter conhecido o tratamento por acupuntura por amigos, parentes e vizinhos, do qual 70% dos pacientes alegaram a procura da terapia por queixas dolorosas, 98% demonstraram posicionamento positivo perante à terapia, 96% declararam a eficácia dos procedimentos da acupuntura, e 86% dos posicionamentos foram a favor de dar a continuidade da terapêutica. Conclui-se no estudo, que houve um resultado satisfatório com as respostas obtidas dos pacientes e observado uma compatibilidade do resultados com os demais trabalhos já relatados, isto explica que a acupuntura vem crescendo cada vez mais na arte de tratar agravos e doenças.

RESUMO

A primeira associação específica da etiologia viral ao processo cancerígeno foi em 1964, quando Epstein e colaboradores isolaram e identificaram o vírus Epstein-Barr (EBV) a partir do linfoma de Burkitt. O EBV está presente em cerca de 90% da população, sendo a cavidade oral o principal local de transmissão e persistência do vírus. De acordo com sua classificação e epidemiologia, os cânceres de cabeça e pescoço correspondem a 10% dos tumores malignos e desses, aproximadamente 40% ocorrem na cavidade oral. O carcinoma epidermóide (CE) é um tipo de tumor que se origina no epitélio de revestimento e considerada a neoplasia maligna mais comum da região oral. Dentre as pessoas expostas aos fatores de risco para o CE, apenas uma pequena parte desenvolve a neoplasia e por isso, vem sendo considerada a contribuição de vírus com conhecido potencial oncogênico, como o EBV, que vem sendo associado ao CE oral há cerca de 20 anos. Tendo como objetivo investigar a frequência de detecção e quantificação do EBV em indivíduos com carcinoma epidermóide oral, utilizou-se dois grupos divididos em grupo teste (30 amostras do sulco subgengival e 30 da região tumoral) e grupo controle saudáveis para câncer bucal (26 amostras do sulco subgengival e 26 da região da mucosa oral), todas as amostras foram extraídas e submetidas à metodologia de PCR quantitativo. Utilizou-se o BioEstat 5.3 para a análise estatística, admitindo-se relevância quando p<0,05. No presente estudo, houve positividade em 40,9% das amostras do sulco subgengival e 95,2% das amostras da mucosa do grupo controle. No grupo teste, 78,9% das amostras do sulco subgengival foram positivas, assim como 56,6% da região tumoral. Não houve significância estatística na comparação entre a positividade dos grupos (p=0,629). Contudo, houve relevância estatística na comparação entre as amostras do grupo controle (p=0,0005), com alta positividade viral na mucosa. Na avaliação quantitativa, não houve significância estatística na comparação entre os grupos (p=0,210). Alguns outros fatores foram associados à neoplasia, como tabagismo (p=<0,0001), etilismo (p=0,0072) e escolaridade (p=<0,0001). Os resultados da presente pesquisa evidenciaram que o EBV tem uma maior prevalência na mucosa oral de pacientes controle quando comparado ao sulco subgengival desse grupo. Apesar da ausência de significância estatística na comparação entre os grupos, observou-se que com o aumento da malignidade, aumenta-se também a carga viral. Além disso, nota-se a presença de fatores de risco considerados determinantes e condicionantes para o surgimento do carcinoma, como o tabagismo e o etilismo, sugerindo assim a multifatoriedade da carcinogênese. Dessa forma, recomendam-se estudos mais profundos e com um maior número amostral que busquem esclarecer a relação entre o EBV e o CE oral.

RESUMO

O vírus Zika (VZIK) é um Flavivirus da família Flaviviridae, que apresenta um genoma composto por RNA fita simples polaridade positiva, não segmentado, que codifica uma grande poliproteína precursora que é clivada originando três proteínas estruturais e sete proteínas não estruturais. Apresentando a capacidade de infectar células progenitoras neurais, a microcefalia é a mais grave e irreversível complicação neurológica associada ao VZIK, causando desenvolvimento inadequado e/ou destruição de células neurais, que pode estar relacionado a alterações do perfil de expressão dos microRNAs (miRNAs) do hospedeiro. Os miRNAs são pequenas moléculas de RNA não codificadores de proteínas, que apresentam importância em diversos processos biológicos, como no desenvolvimento embrionário, envolvidos na regulação gênica de células-tronco embrionárias e em processos relacionados a neurogênese. O estudo trata-se de uma revisão de literatura a partir da bibliografia disponível a respeito do vírus Zika, onde 25 artigos foram qualificados para agregar os resultados. Os miRNAs estudados, miR-9, miR-124, miR-128, miR-17-92, Let-7, miR-302, miR-290, miR-155 e miR-146, demonstram ter importância nos processos relacionados a determinação de linhagens neurais, ativação e regulação do sistema imune e proliferação e diferenciação celular durante desenvolvimento embrionário, estando possivelmente relacionados a imunopatogênese do VZIK em casos de microcefalia.

RESUMO

Os alimentos passam por diversas etapas desde sua produção ao preparo e consumo humano. Durante esses processos é passível que ocorra contaminações e/ou desenvolvimento de substâncias que podem causar malefícios à saúde humana, principalmente quando se trata de produtos de origem animal. Dentre essas substâncias estão as aminas biogênicas e heterocíclicas. Alguns estudos vêm promovendo uma relação de processos alérgicos causados por intoxicação histamínica com alimentos de origem animal, e processos neoplásicos relacionados a carne vermelha e sua produção de aminas heterocíclicas. Essas possíveis patologias, podem variar de casos simples de resolução rápida, até casos que levam à óbito. Neste trabalho de conclusão de curso, será apresentado alguns autores e suas publicações a respeito do assunto, a fim de uma maior discussão sobre o tema e consequentemente obter um pouco mais de conhecimento sobre as consequências das interações de aminas com o organismo humano.

RESUMO

Introdução: O controle de qualidade no laboratório de análises clinicas é importante para reconhecer e minimizar os erros analíticos, avaliar a performance do mesmo e obter resultados confiáveis e seguros. Objetivo: realizar um levantamento bibliográfico sobre a importância da implantação do controle de qualidade no laboratório clínico com ênfase na fase analítica, explicitando a finalidade de garantir a segurança dos resultados Método: Busca nas bases de dados Scielo, Lilacs, Pubmed e Science Direct, nos idiomas português e inglês e estudos dos últimos dez anos. Resultados: o resultado preliminar da busca foi de 182 artigos. Após isso realizou-se uma triagem para a escolhê-los, utilizando os critérios de inclusão e exclusão, estudos realizados de 2008 a 2017, selecionando 13 elegíveis para análise. Os presentes estudos, demostraram a importância de implantar um Sistema de Controle de qualidade, os requisitos para se montar e adquirir, através de normas, programas de acreditação, planejamento, treinamentos pessoais e técnicos, de modo a preparar o laboratório a recebe-lo, demostrando dessa forma a garantia de segurança dos exames. Conclusão: E notório que os estudos demonstram a necessidade e importância da implementação de um sistema de controle de qualidade, visando melhorar os processos na fase analítica, por ser um processo delicado deve ser executado com os parâmetros, para implantá-lo com sucesso.