Farmácia - 2018

Display:

RESUMO

A doença de Parkinson (DP) afeta principalmente pessoas a partir da quinta década de vida e pode ser caracterizada como crônico-degenerativa, que interfere nos movimentos voluntários e automáticos. Trata-se da segunda doença neurodegenerativa mais comum no mundo. Seu tratamento é baseado no uso de terapia medicamentosa. Neste contexto, grande parte dos pacientes em tratamento não atinge a meta terapêutica por diversas razões: falta de adesão, polifarmácia, reações adversas. A atenção farmacêutica tem como metas aumentar a adesão terapêutica, diminuir a toxicidade e otimizar resultados, prevenir e solucionar problemas relacionados a medicamentos (PRMs). Esse estudo se justifica com o objetivo de identificar a real eficácia da atenção farmacêutica no tratamento de pacientes com DP, conhecendo os artigos publicados no período de 2010 a 2018. Trata-se de um estudo de metodologia descritiva, através de uma busca estratégica por meio da pesquisa de artigos científicos em bases de dados sobre a atenção farmacêutica em pacientes com doença de Parkinson. Do total de artigos obtidos foram escolhidos 37 todos na língua portuguesa, verificou-se que a maiorias das publicações aconteceram nos anos de 2013 e 2014. Assim, considera-se necessário que se realizem mais trabalhos acerca da atenção farmacêutica a portadores da Doença de Parkinson e de seus reflexos no dia a dia do parkinsoniano.

 

RESUMO

O BCAA ou aminoácidos de cadeia ramificada, composto por três aminoácidos essenciais leucina, valina e isoleucina e utilizado amplamente como suplemento alimentar por atletas profissionais e praticantes de atividade física, com o objetivo de melhorar o condicionamento físico durante os exercícios. No entanto pesquisas evidenciam que tais produtos são inadequados, quanto a rotulagem, composição e comercialização devido á falta de uma regulamentação especifica para essa categoria de produtos. Baseado nestas informações o presente trabalho buscou verificar os parâmetros de composto de BCAA, para que possa ser utilizado futuramente como critério de controle de qualidade destes produtos. Para análise dos padrões foi utilizado a espectrometria de massas com ionização por electrospray que é uma das técnicas mais eficazes na identificação, determinação e análise de compostos de leucina, isoleucina e valina. Foi verificado o comportamento da solução padrão de BCAA no espectrômetro de massas triplo-quadrupolo e os seguintes parâmetros foram feitos: confirmação dos compostos, estabilidade e intensidade do sinal, verificação dos fragmentos gerados, determinação dos valores de voltagem de cone, potencial de entrada, energia de colisão e potencial de saída de célula. Verificando o comportamento da solução padrão de BCAA e os parâmetros dos compostos dentro do equipamento, a verificação dos parâmetros forneceu uma melhor resposta para a determinação do teor.

RESUMO

 

Introdução: A malária é uma doença que está concentrada em regiões tropicais e subtropicais, acomete homens, mulheres e crianças. Embora as medidas preventivas contra a doença tenham aumentado nos últimos anos, cidades como Anajás, no estado do Pará, ainda são grandes alvos de infecção em sua maioria por Plasmodium vivax. Metodologia: Foi realizado um estudo retrospectivo e quantitativo de levantamento de dados do período de abril a outubro de 2014, de crianças e adultos de ambos os gêneros que se dirigiram, ao Hospital Municipal de Anajás. Esses indivíduos foram diagnosticados com malária por P. vivax. Os resultados foram obtidos por meio de planilhas eletrônicas e softwares. O nível alfa de rejeição da hipótese de nulidade foi de 0,05 (5%), os testes empregados foram: Qui-quadrado, Exato de Fisher e o teste G. Resultados: Os dados revelam que as crianças foram mais acometidas pela doença, mas em relação aos adultos os homens são os mais afetados quando comparados com as mulheres. Os adultos detém escolaridade não muito elevada, e através do tratamento observou um declínio na parasitemia de crianças e adultos. Discussão: Adultos com baixo grau escolar não sabem como ocorre a transmissão da doença. As crianças são mais vulneráveis a infecção, todavia, os homens se tornam alvos fáceis devido as atividades trabalhista. Conclusão: Por fim, é notável que o caráter social influência no perfil epidemiológico de malária ocasionada por P. vivax na cidade de Anajás.

 RESUMO

As aflatoxinas são metabólitos produzidos por fungos do gênero Aspergillus, que podem causar danos à saúde dos seres vivos devido seu potencial hepatotóxico. O trabalho determinou a presença de aflatoxinas e avaliou o perfil microbiológico em plantas medicinais comercializadas na feira do ver - o - peso na cidade de Belém do Pará. Para o desenvolvimento do mesmo primeiramente foi feito um reconhecimento de todas as barracas do setor de ervas do ver-o-peso e posteriormente foram adquiridas 32 amostras de um total de 14 barracas, destas obteve-se o extrato alcoólico e outra parte foi seca e armazenada em frasco de polietileno para posterior determinação de aflatoxinas. Do extrato alcoólico procederam-se diluições seriadas de 10-1 á 10-3 e de cada uma dessas diluições foram preparadas duas placas em meio ágar potato dextrose após um período de 5 a 7 dias observou-se o crescimento fúngico e foram feitos os isolamentos das colônias suspeitas de Aspergillus e Penicillium e posteriormente foram obtidas lâminas pela técnica do microcultivo. Para a detecção de aflatoxinas AFB1, AFB2, AFG1, AFG2 a técnica utilizada foi a CLAE (Cromatografia Líquida de Alta Eficiência). Para a análise dos dados obtidos foi utilizado o programa Microsoft Excel 2013 obtendo-se gráficos e tabelas. Das 32 amostras analisadas 50% estavam contaminadas com Aspergillus e 9% estavam contaminadas com Penicillium, e em 19% das amostras estavam presentes os dois gêneros de fungos. Na análise feita por CLAE todas as amostras foram negativas para aflatoxinas. Apesar de não ser detectada a presença da toxina, houve contaminação por fungos toxicogênicos o que leva a um alerta quanto à sanitização adequada das plantas comercializadas na feira do ver o peso para uso seguro das mesmas.

RESUMO

 A osmolaridade do fluido extracelular representa um parâmetro fisiológico cuja estabilidade da homeostase está constantemente defendida por mamíferos. Variações, como por exemplo, a hiperosmolaridade, é detectada de forma central através de células especializadas que estão localizadas no hipotálamo. Nesse sentindo, aumentos da osmolaridade desencadeia o recrutamento de vários mediadores químicos que visam este parâmetro mais próximo do ideal, o que inclui o envolvimento dos sistemas Gabaérgicos e glutamatérgicos. Embora muitas evidências apontarem um importante papel desses sistemas na regulação da homeostase dos fluidos corporais, ainda é pouco compreendido a forma como os neurotransmissores GABA e glutamato se relacionam frente condições hiperosmóticas, bem como a participação dos receptores de tais sistemas. Neste contexto, o objetivo do presente estudo foi caracterizar o efeito do meio hiperosmótico em relação aos níveis extracelulares de glutamato e GABA, avaliando o possível papel dos receptores de GABA neste processo. Para isso, foram utilizados ratos machos da linhagem Wistar, onde foram decapitados e os cérebros rapidamente retirados para a realização da dissecação dos explants hipotalâmicos. Esse tecido hipotalâmico foi então levado para o sistema de perinfusão com solução Krebs Ringer bicarbonato Glicose (KRBG) isotônica (280 mOsmol/L), seguido da realização do estímulo hiperosmótico utilizando a solução KRBG hipertônica (340 mOsmol/L) durante 3 minutos. As amostras adquiridas após este estímulo foram então analisadas por cromatografia líquida de alta eficiência. Como resultado, as dosagens desses aminoácidos mostraram um aumento da liberação de glutamato após a diminuição da concentração de GABA. Para confirma tal achado, verificamos o efeito da adição de GABA exógeno durante o estímulo hiperosmótico e o resultado mostrou o bloqueio da liberação de glutamato, o que é observado em condições isotônicas. Por fim, investigamos qual o receptor de GABA teria o envolvimento nesta modulação, onde foi feita incubação dos agonistas específicos durante a hiperosmolaridade, os resultados indicaram a participação do receptor GABAA e não do GABAB. Contudo, os resultados encontrados no presente estudo evidenciam uma modulação do sistema GABAérgico sobre o sistema glutamatérgico frente a hiperosmolaridade, via receptor GABAA.